Programa Papel Zero

Na minha opinião faltam duas coisas para o programa Papel Zero ser efetivo. Treinamento e interesse, e não necessariamente nessa ordem. Hoje, na reunião do Colégio de Líderes, toda a pauta estava impressa em papel, nada de documentos digitais. O gabinete do vereador Ricardo Young se posicionou como já adaptada ao programa e nos disse que utiliza documentos digitais sempre que possível, é bom lembrar que a própria CMSP ainda solicita muita coisa em papel!

@rafascarvalho

— Via Ricardo Young

Bom dia!
Entre a economia e a eficiência

Desde o ano passado, a Câmara Municipal vem colocando em prática o plano de reduzir o uso de papel nos processos administrativos da Casa através do programa Papel Zero. Uma das iniciativas desse projeto é o Plenário Digital, sistema que visa digitalizar as sessões parlamentares e que está sendo utilizado desde agosto do ano passado.

A decisão é mais do que bem vinda, não só pelo aspecto óbvio da economia de papel e da agilidade no tráfego de informações, mas também pelo fato de manter a Câmara tecnologicamente equipada para uma gestão
transparente. Os maiores ganhos são a clareza, o acesso e a rapidez.

Entretanto, é necessário pensar que a falta de preparo dos vereadores e suas equipes pode atrapalhar ou até mesmo obscurecer esses processos.

Se os parlamentares têm acesso ao plenário digital, mas não recebem nenhum treinamento para utilizar todos os recursos oferecidos, ou mesmo não possuem nenhuma familiaridade com eles, o resultado obtido pode até ser inverso ao que se desejava.

Os tablets e o acesso online à Câmara Digital vão facilitar muito o trabalho dos vereadores, mas eles necessitam ter conhecimento à altura da tecnologia para realizar suas funções com mais eficiência.

Anúncios

Um comentário sobre “Programa Papel Zero

  1. A proposta parece boa, mas quantos ficarão desempregados? A reciclagem e a propria decomposição do papel, mesmo que jogados na natureza, provocam menos estragos que o slício (usado em tablets) ,não que a digitalização não seja importante, mas antes de tomar qualquer decisão, é preciso pensar a longo prazo se os prejuízos e danos ao meio ambiente justificam tal alternativa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s