CPI dos Transportes é instalada

Acompanhei de perto as movimentações que acabaram na instalação da CPI dos Transportes. Aqui mesmo no blog vocês puderam ver que o vereador Ricardo Young foi quem levantou a questão de investigar as planilhas da SP Trans na durante reunião da Comissão dos Transportes. Foi ele também quem protocolou o requerimento para criação da CPI dos Transportes e iniciou a as discussões, principalmente na mídia, à respeito do tema. Hoje a CPI foi instalada aprovada e instalada.

Essa poderia ser a história, porém aconteceram muitas coisas nas vírgulas da história contada acima. A CPI instalada não foi a protocolada pelo vereador Ricardo Young, mas sim, a que constava em um requerimento que surgiu ontem, assinado pelo vereador de Paulo Fiorillo (PT).

Até terça-feira na reunião dos líderes, que acompanhei pessoalmente, o líder do governo, o vereador Arselino Tatto, era contra a instalação de qualquer CPI sobre o tema. Não entendia a necessidade. Quando Tatto percebeu que a pressão popular (além de algumas insatisfações da “base” do governo) tornaria inevitável a criação da CPI, iniciaram-se diversas manobras regimentais e nos bastidores da CMSP (o cafezinho do plenário estava “bombando”) para que o governo e certos vereadores tivessem total controle sobre as investigações. Para resumir a história, a CPI que entrou na pauta por iniciativa do vereador Ricardo Young, virou um monstro, sendo composta por vereadores com ligações com os empresários, outros conhecidos por fazer da CMSP uma banca de negócios e o PT com a presidência.

Uma iniciativa que tinha o objetivo de abrir a “caixa preta” dos transportes será usada para “achacar” (palavra que entrou no meu dicionário graças ao secretário Jilmar Tatto, irmão do Arselino Tatto) qualquer tentativa de brigar com a máfia que o próprio PT sabe que existe.

A política paulistana não é para amadores, e agora também se mostra que não se dá ao luxo de correr riscos. Quando existe o risco, os “profissionais” entram em ação. Que fique claro que isto não é nenhum elogio à oposição, que também se calou durante o governo Serra/Kassab sobre as planilhas. Aqui a coisa vai muito além que governo versus oposição.

Resta-nos acompanhar de perto essa CPI. Muito de perto. Aos estudantes que compareceram à galeria da CMSP e à reunião dos líderes. Se querem resultados positivos, vocês terão muito trabalho pelo frente.

Os membros do colegiado, a princípio, serão: Paulo Fiorilo (PT), Eduardo Tuma (PSDB), Edir Sales (PSD), Milton Leite (DEM), Dalton Silvano (PV), Adilson Amadeu (PTB) e Nelo Rodolfo (PMDB). De acordo com o regimento da casa, presidência é concedida ao proponente da comissão, no caso, o vereador petista. O relator será o vereador Milton Leite.

@rafascarvalho

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s