Plenário: O Mês de Agosto (2)

Continuando o resumo dos pronunciamentos do Ricardo Young em sessões ordinárias e extraordinárias no mês de Agosto/13.

Houve um grande debate entre os vereadores Paulo Fiorilo e Ricardo Young sobre os rumos da CPI dos Transportes na Sessão do dia 13 de Agosto. Ricardo cobrava uma posição mais efetiva dos membros da CPI e Paulo Fiorilo (que é o presidente da CPI), rebatia defendendo os trabalhos da comissão. Paulo Fiorilo cobrou de Ricardo Young uma cobrança para que o PPS assinasse a CPI que o PT busca formar na Assembléia Legislativa para investigar o cartel do metrô de São Paulo. Ricardo fez uma fala no final dizendo que o problema esta na existência da corrupção, e não que a corrupção seja do PT ou do PSDB.

Na sessão extraordinária do dia 20 de Agosto, ocorreu algo no mínimo estranho. A bancada do PSDB trabalhou muito para obstruir a votação do PL 447/12 que trazia algumas mudanças viárias na região do Itaquerão. Depois de muita discussão o PSDB, do nada(!), votou à favor do projeto! Ricardo Young votou contra, pois na sua opinião tinha uma insegurança jurídica na doação de um terreno à prefeitura, o que poderia gerar custos depois.

Nas sessões seguintes, por causa da votação do PDL 06/2013 do Coronel Telhada, que concede uma Homenagem à ROTA, a CMSP não conseguiu chegar em amis nenhum entendimento. O vereador Ricardo Young votou todas as vezes “Não”.

Opinião: Acho importante a cobrança permanente do Ricardo Young à CPI dos Transportes. Como foi o vereador que trouxe o tema à casa, mesmo não sendo membro da CPI, tem que mostrar que questões partidárias não são mais importantes do que o sucesso da CPI.

Foi importante a posição contrária à Homenagem à ROTA e mais que isso, uma discussão no Colégio de Líderes sobre a utilidade dessas homenagens, mas esse impasse trancou a semana de trabalho da CMSP, que não conseguiu votar outros projetos.

 

@rafascarvalho

Plenário: O Mês de Agosto (1)

Nesta sequência de posts ( vou dividir em 3 posts) vou resumir os principais pronunciamentos do Ricardo Young dentro das sessões ordinárias e extraordinárias na Câmara Municipal no mês de Agosto/13.

Agosto foi a volta do recesso, e logo na primeira semanavários vereadores fizeram discursos no melhor estilo “volta de férias”.

Na reabertura dos trabalhos, Ricardo elogiou o fato da CPI dos Transportes ter funcionado durante o recesso e lembrou que ela terá que apresentar resultados reais e contribuir para a melhora do transporte público da cidade.

Ele também elogiou o prefeito Haddad pela instalação dos Conselhos das Subprefeituras (projeto que estava na CMSP desde 2001!) e por ter conseguido recursos do PAC para a cidade.

A sessão ordinária do dia 06 de agosto teve como grande tema a denúncia contra o vereador Andrea Matarazzo de envolvimento no escândalo do cartel do metrô. Ricardo Young se posicionou se forma contundente contra a reportagem da Folha de SP, e afirmou que o jornal agiu de forma leviana.

Durante a sessão do dia 07 de agosto, o vereador elogiou os novos corredores de ônibus, mas pediu uma atenção para que os corredores também englobem outros meios de transportes, como a bicicleta, que tem sido esquecida.

Opinião: Achei coerente a posição do vereador de também elogiar algumas ações corretas do prefeito Haddad. Estava sentindo falta disso, já que a proposta do mandato do Ricardo Young é ser independente.

@rafascarvalho

Julho: Mês de Recesso

Bom dia,

Retomando as atividades do blog (tenho acompanhado o mandato diariamente, mas não estou conseguindo parar para escrever no blog!), vou escrever um pouco sobre como funciona o recesso na Câmara Municipal de São Paulo.

Segundo o Regimento Interno da CMSP:

Art. 153 – Salvo caso de convocação da Câmara para a fase especial de sessão legislativa, não haverá sessões durante os meses de janeiro e julho de cada ano, períodos de recesso parlamentar, iniciando-se a sessão legislativa em 1º de fevereiro e encerrando-se em 15 de dezembro.

Ou seja, mês de julho não há sessões na CMSP, porém isso não quer dizer que não há atividade por parte do vereadores e equipe (tudo isso na teoria).

Diante disso, questionei via Facebook a equipe do vereador para saber como eles trabalhariam nesse período, a resposta foi a seguinte:

Rafael Carvalho

Boa tarde! tudo bem? Queria entender melhor como funciona o recesso dentro da CMSP. Ele é regimental? O que define a data de início e fim? É um período de férias? Se não, quais são as atividade que o Ricardo terá? O gabinete funciona normalmente?

Obrigado!!

11 de julho – 14:03

Ricardo Young

Oi Rafael,

Desculpe a demora para responder, estamos colocando a casa em ordem no recesso e algumas coisas ficaram atrasadas.

Olha, acredito que seja regimental porque é a Mesa quem define. O recesso começa depois de votada a LDO e a Mesa Diretora determinou que volta na primeira semana de agosto.

O Ricardo tirou uma semana de folga e deve voltar na semana que vem. O gabinete foi dividido em dois grupos para não fechar.

Um dos grupos trabalhou nos primeiros 15 dias (o meu grupo), o outro vai trabalhar nos últimos 15 dias do recesso. Na última semana do mês todos estaremos de volta.

O gabinete está aberto mas sem a atividade parlamentar, não há muito o que se fazer na Casa. Estamos organizando as coisas por aqui e estudando.

Espero ter esclarecido suas dúvidas! Ludmila

 

Como ponto positivo, vejo que o gabinete não fechou e estava atendendo, mas se as outras atividades da CMSP não funcionam, fica um pouco difícil atender as demandas que podem surgir.