Projeto: Táxi Compartilhado

Via: Ricardo Young

Bom dia! Táxi compartilhado em São Paulo: que tal ‘rachar’ a corrida?

Correr pra entrar na entrevista de emprego no horário marcado; chegar ao encontro com os amigos sem se atrasar (demais); não perder aquela peça de teatro pela demora no trânsito: tarefas difíceis para quem se move por São Paulo, seja de carro ou transporte público. Para não chegar atrasado e nem gastar uma fortuna atravessando a cidade, dividir um táxi pode ser a saída. Mas como fazer isso se andamos tantas vezes sozinhos?

Vereador da Câmara Municipal de São Paulo, Ricardo Young (PPS) elaborou um projeto de lei para incentivar o uso do táxi como um transporte público. “Já que circulam nos corredores de ônibus, os táxis devem ser melhor aproveitados, com custo mais baixo para a população”, formula o vereador.

A ideia do Táxi-Compartilhado é que os carros se cadastrem para complementar as linhas de ônibus e metrôs, auxiliando na diminuição do fluxo delas. Os trajetos serão pré-definidos e feitos próximos a terminais de ônibus, estações de metrô e locais de grande circulação, como shoppings centers.

Com uma tarifa definida por percurso, quem usar o táxi-compartilhado poderá “rachar” a cobrança com os outros passageiros. A conta é simples: quanto mais gente no carro, menor o custo para cada passageiro e menos carros estarão nas ruas carregando apenas uma pessoa. Para Young, a promoção do táxi compartilhado como política pública significa “oferecer uma alternativa para os causadores do congestionamento, que são os motoristas de carro.”

A proposta está tramitando na Câmara e deve ser votada ainda este ano. Young enviou o projeto para os gabinetes dos colegas na Casa em busca de assinaturas de co-autoria. A atuação suprapartidária, segundo ele, “visa a fortalecer as boas ideias do parlamento.”

—-

Opinião: Tive a oportunidade de usar algo semelhante em Santiago/Chile. Na verdade são táxis com itinerários pré-definidos e preço fixo, variável dependendo do trajeto. Você entra no carro e desde durante o trajeto (como se fosse um táxi comum). Acho a ideia muito válida e acredito que assim faz sentido você liberar o tráfego desses táxi nas faixas e corredores de ônibus. Vou encaminhar um questionário para saber detalhes do projeto.

@rafascarvalho

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s